ESTATUTO DE CONSERVAÇÃO

PORTUGAL: CRITICAMENTE EM PERIGO (CR)

Fundamentação:

A espécie teve uma redução do tamanho da população que pode ter atingido 80% nos últimos 15 a 27 anos, de acordo com a avaliação do declínio da sua área de distribuição, extensão de ocorrência e qualidade do habitat por causas que podem não ter cessado, não ser compreendidas ou não ser reversíveis, e que se supõe persistir e prolongar-se no futuro;

População extremamente reduzida e com declínio continuado;

Admite-se que nos últimos 15 anos 90% dos indivíduos se encontrassem numa das subpopulações.

 

IUCN: CRITICAMENTE EM PERIGO

ESPANHA: EM PERIGO

CONVENÇÃO DE BERNA: ANEXO II

CITES: ANEXO I-A

DIRECTIVA HABITATS: ANEXOS B-II e B-IV

 

U.A.: 2016-11-25