PEDRA
PEDRA
 
Fêmea jovem, nascida em 2018, teve uma ninhada de 5 crias em 2020.
JACARANDÁ
JACARANDÁ

 

Após dois anos a ter apenas uma cria, Jacarandá aqui com a ninhada de 4 linces.

NOSSA
NOSSA

 

Nossa, a primeira lince a nascer no Vale do Guadiana, com uma das suas ninhadas.

NEVES
NEVES

 

Duas das três crias de Neves começam a explorar com a sua mãe.

LLUVIA
LLUVIA

 

Lluvia comparte uma carcaça de gamo com as suas crias.

REINTRODUÇÃO NO VALE DO GUADIANA

A reintrodução de lince em Portugal iniciou-se em 2015 na área do Vale do Guadiana, concelho de Mértola. Desde há 20 anos que o ICNF, conjuntamente com parceiros, tinha vindo a desenvolver estudos e projetos de recuperação para a espécie.

RESULTADOS DAS VOTAÇÕES

Graças à reintrodução de lince-ibérico, iniciada em 2015, existe hoje um núcleo reprodutor desta espécie no Vale do Guadiana. Convidaram-se todos os cidadãos a participar na escolha dos nomes das crias nascidas no meio natural, celebrando as épocas de reprodução no campo. Veja aqui os resultados das últimas votações.

CNRLI - CENTRO NACIONAL DE REPRODUÇÃO DO LINCE IBÉRICO

Desde 2010 o CNRLI já viu nascer 136 crias de lince-ibérico

Resultante dos acasalamentos efetuados em dezembro/janeiro e concluída que está a época reprodutiva de 2020, 12 das 14 crias nascidas este ano no CNRLI, em Silves, mantêm-se vivas e a desenvolver-se normalmente. 

Os progenitores, por ordem cronológica dos partos, foram Jabaluna + Hermes (3 crias, 2 sobrevivas), Fresa + Drago (4 crias, todas sobrevivas), Juncia + Fresco (3 crias, todas sobrevivas), Juromenha + Madagáscar (2 crias, todas sobrevivas) e Era + Madagáscar (2 crias, 1 sobreviva).